o que estudamos

O ABIDE investiga as experiências de animais não-humanos em incêndios catastróficos, em três países: Austrália, Brasil e Portugal. Desenvolve-se em quatro fases ou etapas de investigação:

EXPLORAR as narrativas sobre animais em contextos de desastre, em documentos políticos e nos meios de comunicação social.

OBSERVAR como os animais estão a recuperar, através de etnografia multiespécies e mapeamento geográfico.

NARRAR e reconstituir biografias multiespécies e dos animais em paisagens pós-desastre – aquilo a que chamamos zoegrafias de desastre. Inclui uma residência artística literária.

ENVOLVER stakeholders a vários níveis para coproduzir e testar o nosso piloto de governança multiespécies de desastres.

países e regiões

O ABIDE segue o rasto dos animais no rescaldo dos desastres, em três países: Austrália, Brasil e Portugal. Em cada país, foi selecionada uma zona de contacto específica, onde colaboramos com as comunidades locais e/ou indígenas, reconhecendo em pleno os modos ancestrais de relacionamento com os mundos mais-que-humanos.

Austrália
Nova Gales do Sul 

Brasil
 Cerrado

Portugal
Serra da Estrela

dimensões

NARRATIVAS
DO DESASTRE

ANIMAIS
E RECUPERAÇÃO

MAPEAMENTO 
DOS ANIMAIS

ZOEGRAFIAS
DE DESASTRE

GOVERNANÇA
MULTIESPÉCIES

 trazer a sabedoria e experiência dos animais para a linha da frente do conhecimento e governança de desastres​

Financiado pela União Europeia (ERC, ABIDE, n.º 101043231). Os pontos de vista e opiniões expressas são da exclusiva responsabilidade do(s) autor(es) e não refletem necessariamente a posição da União Europeia ou da Agência Executiva do Conselho Europeu de Investigação. Nem a União Europeia, nem a autoridade financiadora podem ser responsabilizadas pelos pontos de vista e opiniões expressas neste site.